Tem sintomas de ressaca sempre que toma vinho? Você pode ser alérgico í  bebida

Os sulfitos, substância química presente nas moléculas do vinho, podem ser naturais ou aditivos. Se você sente dor de cabeça após tomar vinho ou apresenta sintomas de rinite e ressaca, você pode ser alérgico aos sulfitos. De acordo com as normas europeias, um vinho com menos de 10 miligramas desta molécula é considerado “sem sulfitos”, mas não há indicação no rótulo da presença do componente.

O vinho branco dá mais dor de cabeça? Normal. Ele possui mais sulfitos que os tintos. Os brancos tendem a se deteriorar mais rapidamente que os tintos e, por isso, precisam de mais sulfitos. Os brancos doces precisam de mais sulfitos ainda. Além daquela famosa “cabeça pesada” no dia seguinte, os sulfitos podem causar tosse, dor de estômago e sintomas parecidos com a rinite, justamente por serem considerados alergênicos, de acordo com a European Food Information Council.

Para evitar os sintomas de ressaca uma dica primeiro, abra o vinho e deixe-o respirando. Passe pelo decanter, isso ajuda a liberar até 40% do dióxido de enxofre contido nele. Além destas dicas, a velha premissa de manter-se hidratado entre uma taça e outra ajuda a evitar a ressaca. Após as uvas irem ao tanque, para serem transformadas em vinho, no momento da fermentação, o dióxido de enxofre é formado. Estes são considerados sulfitos naturais e não são declarados no rótulo dos produtos.

Já os sulfitos adicionados são declarados no rótulo como “Contém sulfitos” ou “Contains Sulfites”, em inglês, e possuem variados propósitos, como o de evitar o desenvolvimento de bactérias, extração de cor, estabilização e principalmente a preservação, limitando a oxidação.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também