Secretários vão ser convidados a planejar combate às drogas nas escolas de Santa Catarina

Após a apresentação de um balanço de palestras promovidas em escolas das redes municipal e estadual de ensino de Santa Catarina no primeiro semestre deste ano, a Comissão de Prevenção e Combate às Drogas decidiu nesta quarta-feira (4) convidar os secretários estaduais da Educação, Natalino Uggioni, da Segurança Pública, Carlos Alberto de Araújo Gomes Júnior, e os presidentes da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), Ana Lúcia Coutinho, e da Fesporte (Fundação Catarinense de Esporte), Rui Godinho, para participarem de uma reunião para discutir uma política pública conjunta de combate às drogas nas escolas.

O colegiado também confirmou a realização dos seminários do programa “Viver, a Melhor Escolha” em Criciúma, no dia 27 de setembro, e em Itajaí, no dia 18 de novembro.

De acordo com o assessor da Comissão de Prevenção e Combate às Drogas, Ramiro Boni, e dos colaboradores, subtenente Claudio Wolff (um dos fundadores do programa Proerd no estado), e o comissário da Polícia Civil especializado no combate ao narcotráfico, Alberto Cordeiro, no primeiro semestre deste ano foram atendidos mais de 11 mil alunos de 19 escolas das redes municipal e estadual de ensino por meio de palestras de prevenção às drogas. “Em média foram mil alunos em cada um destes eventos”, ressaltou Wolff. As escolas é que solicitam as palestras junto à Mesa Diretora da Alesc e em cada escola são dois dias de atividades, atendendo os alunos e professores nos períodos matutino, vespertino e noturno.

O presidente da Comissão, deputado Ismael dos Santos (PSD), enalteceu o trabalho desenvolvido e lembrou que são distribuídas cartilhas do Ministério da Saúde sobre esse trabalho de prevenção.  Somente neste ano foram promovidas palestras em escolas de Correia Pinto, Gaspar, Camboriú, Joinville, Turvo, Jupiá, Palhoça, Piçarras, Araquari, São Francisco do Sul, Agrolândia, Barra Velha e Ilhota. Lembrou ainda que há cinco anos também é realizado um trabalho junto a 71 casas de recuperação no programa Reviver e que nestas casas o índice de recuperação está acima de 60%.

Após a apresentação do balanço, os deputados Fernando Krelling (MDB), Ada De Luca (MDB), Jair Miotto (PSC), Luciane Carminatti (PT), Sargento Lima (PSL) e Sérgio Motta (Republicanos), falaram do trabalho de prevenção feito após as palestras e da falta de uma política pública comum que previna o combate às facções criminosas que atuam junto às escolas. Em comum acordo, os deputados decidiram convidar os secretários estaduais e presidentes de fundações para que discutam um projeto que envolva os estudantes no contraturno das aulas nas redes municipal e estadual de ensino.

Na reunião também foi reforçada a importância dos seminários do programa “Viver, a Melhor Escolha”, que já foi realizado em Chapecó, e terá mais dois eventos, em outubro em Criciúma, e em novembro em Itajaí, nas câmaras de vereadores, sempre a partir das 19 horas. Para 2020, estão previstos mais cinco seminários que têm como objetivo trabalhar com a capacitação de lideranças políticas, sociais, civis, para que possam estar aptas a atuarem na prevenção ao suicídio e a temas intimamente ligados ao assunto, como a depressão nos seus municípios, explicou o deputado Ismael dos Santos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também