‘Se for preso novamente, vai mofar na cadeia’, diz juiz

Um motorista de Turvo, no Sul catarinense, foi preso duas vezes em pouco mais de 24 horas por embriaguez ao volante. Diante do caso, foi determinada a soltura dele mediante ao pagamento de fiança, mas com uma advertência do juiz.

"Em 28 anos de serviço na magistratura e na Polícia Civil, nunca vi um sujeito conseguir ser preso duas vezes pelo mesmo crime, com diferença de um dia […] Advirto, contudo, ao indiciado [nome do motorista], que se for preso novamente, no que depender de mim, vai mofar na cadeia," disse o magistrado.

O homem foi detido na noite de segunda (1º), em Jacinto Machado. Ele pagou fiança e foi solto no dia seguinte. No entanto, no mesmo dia ele foi abordado novamente em Turvo pela polícia, com constatação de embriaguez ao volante.

Sobre a liberdade provisória concedida com o valor da fiança de R$ 998 na quinta-feira (4), o juiz alegou que o motorista não possui histórico criminal, e fez críticas ao sistema prisional do estado.

"O indiciado é de família humilde e não tem antecedentes criminais ruins, bem como, que o sistema prisional catarinense encontra-se falido", afirmou.

O Departamento de Administração Prisional (Deap) optou por não se manifestar.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também