Secretário diz que Lacen está sem kits para testes de coronavírus; casos sobem para 235 em SC

Estado já confirmou duas mortes em decorrência da Covid-19. Decreto de isolamento social foi prorrogado.

01.04.2020

O número de casos confirmados do novo coronavírus em Santa Catarina subiu de 219 para 235 e o Laboratório Central (Lacen) do estado está atualmente sem kits para fazer testes da doença, divulgou o governo estadual em coletiva na noite desta terça-feira (31). Do total de pacientes, 22 estão internados em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Duas mortes já foram registradas em decorrência da Covid-19, sendo dois homens idosos.

"O Ministério da Saúde nos informou que ia entregar kits na data de hoje, não foram entregues. Temos uma previsão de entrega no dia de amanhã", disse o secretário de estado da Saúde, Helton Zeferino, sem detalhar desde quando o Lacen está sem o material. E declarou que o estado depende da pasta do governo federal por "uma questão de contratação do laboratório" que fornece os insumos para todo o país.

Paralelamente à remessa do Ministério da Saúde, o governo catarinense comprou 50 mil kits de testagem. Zeferino disse ainda que o estado também já identificou um laboratório com capacidade operacional para produzir, a fim de comprar outros 4 mil testes. "Nós já estamos adquirindo", falou.

O governo publicou na noite de segunda (30) o decreto que prorroga até o dia 7 de abril as medidas de isolamento e restrição social. Na mesma noite, foi confirmada pelo estado a segunda morte provocada por coronavírus. A vítima foi o empresário Mário Roberto Borba, de 68 anos, que teria contraído a doença em viagem aos Estados Unidos.

Casos
Com as duas mortes, a letalidade da doença Covid-19 em Santa Catarina é de 0,8%. Já o aumento do número de casos em relação ao último boletim é de 7,3%. Porém, o governador Carlos Moisés (PSL) afirmou na coletiva que é possível que haja mais casos do que os confirmados, já que pode haver pacientes que não fizeram testes.

As cidades com pacientes diagnosticados são:

Antônio Carlos - 1
Balneário Arroio do Silva - 1
Balneário Camboriú - 9
Blumenau - 19
Braço do Norte - 12
Brusque - 3
Camboriú - 7
Canelinha - 1
Chapecó - 5
Criciúma - 17
Florianópolis - 58
Gaspar - 2
Gravatal - 3
Içara - 1
Imbituba - 5
Indaial - 1
Itajaí - 18
Itapema - 2
Jaguaruna - 2
Jaraguá do Sul - 3
Joinville - 14
Lages - 1
Laguna - 1
Navegantes - 3
Papanduva - 2
Pescaria Brava - 1
Pomerode - 1
Porto Belo - 4
Rancho Queimado - 2
São Francisco do Sul - 1
São José - 10
São Lourenço do Oeste - 1
São Ludgero - 1
São Pedro de Alcântara - 1
Siderópolis - 2
Tijucas -1
Timbé do Sul - 1
Tubarão - 9
Urussanga - 1
Outros estados: 5
Outros países: 3
Em relação a esses pacientes, 118 são homens e 117, mulheres. O estado divulgou também a faixa etária dos internados.

De acordo com o secretário, as pessoas com Covid-19 em Santa Catarina são uma "mistura de pacientes que tiveram viagem pro exterior ou tiveram contato com alguém que viajou". Há tanto quem tenha algum fator de risco como quem não tenha. Os internados em UTI têm entre 32 e 83 anos.

Educação
O governador, Carlos Moisés (PSL), afirmou que o grupo de gestão de crise do governo discutiu, em reunião na tarde desta terça, o retorno das atividades da educação. "É estudada a volta às aulas com o uso de tecnologia", afirmou Moisés. Porém, ainda não houve decisão definitiva sobre o assunto.

Reuniões e retomada das atividades econômicas
Moisés também falou sobre outras reuniões que ocorreram nesta terça. Pela manhã, ele conversou com representantes do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), Ministério Público Federal (MPF) e Ministério Público do Trabalho (MPT). Também houve encontro com a Assembleia Legislativa (Alesc).

À tarde, foi a vez da reunião com representantes da indústria, comércio e agricultura para falar sobre a retomada das atividades econômicas. Segundo o governador, haverá reuniões diárias sobre o assunto com esse grupo, além de um representante da Alesc. Até esta terça, nenhuma nova medida de retomada foi anunciada e o governo pede que as pessoas fiquem em casa para evitar o contágio em massa do novo coronavírus.

Mortes
O idoso de 86 anos que foi o primeiro paciente a morrer em função do novo coronavírus morava em uma casa de repouso em Antônio Carlos, na Grande Florianópolis. Ele morreu no Hospital Regional de São José, na mesma região, e a família afirma que o paciente não apresentava sintomas da Covid-19.

Já a segunda vítima, Mário Roberto, era diabético e foi internado em Joinville após retornar da viagem no dia 18 de março. Ele estava na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Dona Helena desde o dia 24 de março. Dois dias depois, teve o diagnóstico da doença confirmado pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), em Florianópolis. O empresário era casado e deixou dois filhos e quatro netos.

Fonte: G1 SC

Voltar ao Topo

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Envie sua notícia

47992624189

© 2019 SANTA CATARINA NEWS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Livre reprodução, transmissão ou redistribuição dos conteúdos sem edição. Pede-se a citação do crédito.

Site desenvolvido por: