Suspeito de matar família em Alfredo Wagner é preso e confessa ser o autor do crime

Homem devia R$ 20 mil para a família e matou a mulher, marido e filho de oito anos na tarde desta sexta-feira

10.08.2019

Arno Cabral Filho, de 44 anos, suspeito de matar três pessoas de uma mesma família em Alfredo Wagner/SC, na tarde desta sexta-feira (9), foi preso em Bom Retiro, cidade vizinha, por volta das 18h do mesmo dia e confessou ser o autor do crime.

Carlos Alberto Tuneu, 67, natural da Argentina, a mulher dele, Loraci Mathes, 51, de Foz do Iguaçu (PR), e o filho Mato Tuneu, de apenas oito anos, foram as vítimas do assassinato.

O suspeito foi localizado pela Polícia Militar em ação conjunta com a Polícia Civil e levado à delegacia de Alfredo Wagner. O delegado regional de Lages, Fabiano Schmitt, informou que o suspeito será encaminhado ainda nesta noite para a lavratura do flagrante pela Polícia Civil na Delegacia Regional de Lages.

Conforme informações da Polícia Civil, o triplo homicídio foi ocasionado por uma dívida do autor do crime à família no valor de R$ 20 mil. O casal e o filho moravam em Alfredo Wagner há pelo menos seis anos.

A análise inicial do IGP (Instituto Geral de Perícias), o homem usou um objeto pontudo para matar Loraci Mathes, e, em seguida, seu filho. Quando estava saindo da casa encontrou Carlos Alberto Tuneu, que chegava de carro e foi morto ao lado do veículo.

Lorival Schäffer, um funcionário da família, foi o primeiro a encontrar os corpos. Ele relatou que estava na propriedade no momento do crime, mas não viu quando tudo aconteceu.

“Eu estava trabalhando com a motosserra e não vi nada. O dono da madeireira chegou e me disse que o Carlos estava morto na estrada. Quando chegamos na porta encontramos o menino e a mulher caídos”, falou, em entrevista à RICTV Record.

Entenda o caso
Arno Cabral Filho esteve na casa da família na noite desta quinta-feira (08), e ameaçou a família com uma arma de fogo, no qual a polícia estava buscando. A Polícia Civil confirmou que Arno Cabral já havia registrado um Boletim de Ocorrência contra Carlos Alberto Tuneu, por ameaça.

O homem decidiu fazer justiça com as próprias mãos e foi até a casa da família nesta sexta-feira (09), onde discutiu com Loraci Mathes e matou a mulher, em seguida, matou o filho do casal com o objetivo de não deixar testemunhas do crime.

Conforme o agente de Polícia Civil, Vanderlei Kanopf, Arno Cabral Filho estava saindo da casa e encontrou Carlos Alberto Tuneu, que estava chegando no seu carro. O homem matou o argentino ao lado do veículo. Segundo Vanderlei Kanopf, não é comum esse tipo de caso em Alfredo Wagner.

“Esse tipo de crime não é comum aqui (Alfredo Wagner). Mas esses tipo de crimes contra família, é a primeira vez que atendo na minha carreira de 30 anos”, falou Kanopf.

Fonte: ND+

Voltar ao Topo

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Envie sua notícia

(47) 99262-4189

© 2019 SANTA CATARINA NEWS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Livre reprodução, transmissão ou redistribuição dos conteúdos sem edição. Pede-se a citação do crédito.

Site desenvolvido por: