Mutirão de limpeza, recolheu quase 150 caminhões de lixo e entulho em Itajaí­, 

Em cinco dias de trabalhos intensos, as equipes da campanha “Itajaí mais linda e bem cuidada” recolheram quase 150 caminhões de lixo e entulho dos terrenos e calçadas da cidade. Os números são da Secretaria Municipal de Obras, responsável pelas três equipes de limpeza que percorrem os bairros Murta, São Vicente e Cidade Nova. O volume representa mais de 500 toneladas de material sem a destinação correta.

Na média, 50 caminhões cheios são levados todos os dias ao aterro sanitário. Os serviços começaram na segunda-feira (15) e já percorreram mais de 50 ruas do município, chegando à marca de quase três caminhões por rua.

“Itajaí mais linda e bem cuidada” é uma iniciativa da administração municipal que envolve as secretariais em uma grande força-tarefa de limpeza da cidade e prevenção de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. A campanha é referência em saúde pública, limpeza urbana e cuidado com o meio ambiente com investimentos de quase um milhão de reais.

A campanha lançada no gabinete do prefeito Volnei Morastoni na última quinta-feira (18) espera percorrer, em sua primeira fase, todas as ruas do Município de Itajaí nos próximos 60 dias. Nos primeiros cinco dias de trabalho, o balanço mostra 20 ruas percorridas e 56 caminhões em Cordeiros, 10 ruas e 36 caminhões no São Vicente e 50 caminhões em 20 ruas no Cidade Nova.

Conscientização
Em vista dos abusos recorrentes com o acúmulo de lixos em determinados pontos da cidade, o secretário de Obras, Márcio José Gonçalves, faz um apelo à população para a conservação do trabalho.

“Existem algumas áreas nos bairros em que fazemos a limpeza em um dia e na manhã seguinte já temos lixo acumulado novamente”, conta Dedé. “Devemos praticar mais nossa civilidade e cuidar do nosso município e nosso bairro. Deixar Itajaí mais linda e bem cuidada não depende só do poder público”, finaliza.

Além da ação de limpeza da Secretaria de Obras, a campanha prevê a conscientização dos moradores para manter a cidade limpa e não jogar lixo em terrenos baldios, nas ruas e nas margens dos rios.

Para isso, cerca de 90 agentes de combate a endemias da Secretaria de Saúde vão orientar a população nos locais onde acontece o mutirão sobre o controle do Aedes aegypti e para evitar o acúmulo de lixo ou entulho. O objetivo é reforçar que o descarte irregular de materiais e resíduos contribui para proliferação de vetores que causam doenças.

Levantamento realizado neste ano também deixou a cidade em alerta para o alto de infestação do mosquito transmissor da dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela.

O mosquito também é transmissor da febre amarela, uma doença grave, que está circulando no Estado, mas tem prevenção através da vacinação disponível nas unidades de saúde. A cidade, inclusive, tem intensificado a aplicação da vacina nos moradores da área rural e próximos de matas. 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também