Justiça decreta prisão preventiva do homem filmado estuprando mulher em SC

A Justiça de Gaspar decretou a prisão preventiva de Jonas Pereira, 50 anos, suspeito de estuprar uma mulher à luz do dia em uma rua do loteamento das Flores, no dia 15 de março, em Gaspar, no Vale do Itajaí. O crime foi gravado por uma testemunha com um telefone celular.

​Na manhã de terça-feira (26), Pereira foi levado à delegacia para prestar depoimento. Durante a tarde, o delegado responsável pela investigação, Bruno Effori pediu a prisão preventiva dele, confirmada pela Justiça. Segundo o delegado, embora diversas pessoas tenham presenciado a cena e socorrido a vítima, ninguém prestou queixa à Polícia Civil que soube do estupro por meio de dois vídeos que estão circulando nas redes sociais.

No depoimento à polícia, o homem confirmou o crime. Ele já cumpre pena em regime semiaberto por dois estupros de vulneráveis. Num dos casos a vítima era uma criança de nove anos de idade. O homem que fez as filmagens não teria tentado defender a vítima e chega a dizer que não iria se meter porque estava indo para casa, mas que tinha provas no crime no celular. O delegado informou que o homem responsável pela gravação também será investigado. Neste caso, pelo crime de omissão de socorro.

O delegado afirmou que pelas imagens foi possível identificar ao menos uma dessas pessoas. "Em virtude da compleição física de quem gravou o vídeo, do suspeito, da condição de embriaguez dele, nós acreditamos que ele tinha sim condição de impedir a prática do crime. Isso vai ser apurado dentro do mesmo procedimento e, se for o caso, ele vai responder por omissão de socorro".

O acusado deve responder por estupro de vulnerável, uma vez que a vítima não teve chance de defesa.

Jonas Pereira afirmou que a relação sexual foi consensual e negou a acusação de estupro. Ele permanecerá no presídio enquanto as investigações prosseguem.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também