Gestantes de Tijucas têm acompanhamento especializado

O pré-natal é indispensável para o acompanhamento da saúde de uma gestante e de seu bebê. Foi pensando nisso que a Secretaria de Saúde de Tijucas implantou um pré-natal diferenciado: a Partolândia. Em um ano de existência do projeto foram 21 encontros e 174 participantes entre gestantes, puérperas, familiares e alguns profissionais convidados.

Em datas e horários agendados, o grupo de gestantes realiza uma roda de conversa com uma equipe médica. As participantes têm espaço livre para questionar e tirar dúvidas acerca do momento em que estão vivendo com a médica. 

O projeto também oferece a pintura gestacional: um desenho feito na barriga da gestante com tintas laváveis, atóxicas e próprias para pele. 

Tijucas sem maternidade 

As gestantes de Tijucas têm que conviver com a ausência da maternidade na cidade. A unidade foi fechada em 2017 pelo grupo gestor do Hospital São José. A Secretaria de Saúde tem trabalhado para garantir o melhor atendimento para as gestantes do município. A parceria com o Hospital Regional de Biguaçu, que possui uma maternidade referência para a região, consolida este esforço.

De acordo com a assessoria de imprensa do Hospital Helmuth Nass, em Biguaçu, 22 leitos estão à disposição das futuras mamães da região. “Uma equipe com médico obstetra, pediatra, anestesista, enfermeira obstetra e técnicos de enfermagem estão sempre prontos para atender as pacientes”.

“Sem nenhuma diferença! Atendemos todas as gestantes, independentemente de sua procedência. Pode ser de Tijucas, Biguaçu, São João Batista ou Governador Celso Ramos. Todas serão bem atendidas aqui”, assegura a gerente de enfermagem Cristiane Mafessoni.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também