Região da Foz do Itajaí concentra o maior crescimento populacional de SC com 99% das empresas classificadas como micro e pequenas

Itapema é a cidade com maior crescimento populacional do estado

12.08.2019

A região da Foz do Itajaí tem a maior taxa de crescimento populacional do estado. É o que aponta o Caderno de Desenvolvimento, que faz parte de mais de 300 documentos lançados pelo Sebrae/SC, que contam com estudos dos 295 municípios do estado, das regiões, além de uma análise geral de Santa Catarina. A pesquisa mostra que a região da Foz do Itajaí obteve um crescimento populacional de mais de 240% em 38 anos, passando de uma participação 12,3% para 13,6% no período de 2010 para 2018. O município de Itapema se encontra também na 1ª colocação, com a maior taxa de crescimento populacional do estado.

A Foz do Itajaí concentra 19 municípios, que compreendem desde a cidade de Tijucas até Brusque e uma estimativa populacional de quase 1 milhão de pessoas (IBGE, 2018), número que chega a dobrar com a chegada da temporada de verão, sendo o turismo uma das principais atividades econômicas. Neste contexto, a região tem forte impacto na área de comércio e serviços, setores que representam 77% das empresas, respondendo por pouco mais de 60% dos empregos. No setor industrial destacam-se os setores da construção e confecção gerando mais de 38.000 empregos com carteira assinada que contribuíram para um crescimento do PIB na ordem de 63,39% no período de 2011 a 2016, acima da média do estado (47,45%).

Os negócios de pequeno porte também são destaque na região da Foz do Itajaí. As micro e pequenas empresas são mais de 99% dos empreendimentos, respondendo por mais de 70% da taxa de empregabilidade, de acordo com levantamento oficial de 2016. A cidade de Itajaí, por exemplo, concentra um dos complexos portuários ranqueado como o segundo maior do país em movimentação de contêineres. O município também se destaca como a cidade com o 2° maior PIB do estado.

A região mostra bons índices de desenvolvimento humano, tendo diminuído os índices de incidência de pobreza e aumentado em 50% o número de profissionais disponíveis na área da saúde em 6 anos, até 2018, o que contribui para superar a expectativa de vida de 77 anos. O município de Brusque, por exemplo, está em 1° lugar do estado no tópico esperança de vida ao nascer. Já Balneário Camboriú, está com a 2ª posição com o maior IDH médio de Santa Catarina, índice que leva em consideração a educação, longevidade e renda.

Segundo o Gerente do Sebrae da Foz, Eng. Sérgio Fernandes Cardoso, os dados refletem o trabalho árduo de desenvolvimento dos pequenos empresários da região. “Com este material o Sebrae conhece e mapeia as características dos municípios para compactuar com o seu desenvolvimento econômico, através dos microempreendedores que querem se instalar na nossa região. A partir dos dados, a entidade complementa o importante papel de agente de transformação da sociedade”, destaca.

Fonte: Sebrae SC

Voltar ao Topo

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Envie sua notícia

© 2019 SANTA CATARINA NEWS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Livre reprodução, transmissão ou redistribuição dos conteúdos sem edição. Pede-se a citação do crédito.

Site desenvolvido por: