Empresa joinvilense auxilia o processo de transformação digital do Grupo Dimed e da Panvel

Dentre as mudanças causadas pela pandemia do coronavírus, a principal delas talvez seja a digital: empresas precisaram se adaptar ao home office, serviços migraram para o mundo online e ferramentas para facilitar a comunicação e os processos das equipes à distância, vieram para ficar. Engana-se quem acredita que apenas os pequenos negócios foram impactados. A transformação digital é uma realidade, para pequenas, médias e grandes empresas. O Grupo Dimed é um exemplo de como a rápida adaptação pode gerar bons resultados.

O grupo é formado por por três negócios: a Panvel, com mais de 450 lojas que comercializam mais de 15 mil itens entre medicamentos e produtos de higiene e beleza; a Dimed, uma das principais distribuidoras de medicamentos do Brasil; e o Lifar, divisão de desenvolvimento e fabricação de cosméticos, medicamentos e alimentos.

Cristina do Nascimento, gerente jurídica do Grupo Dimed, explica que o grande desafio foi mudar o caráter conservador do varejo: "Havia a premissa do trabalho presencial, que precisou ser alterada por conta do atual cenário. Os varejistas tiveram que se adequar e reinventar seu modelo de trabalho, buscando alternativas para a continuidade do negócio e focando nas necessidades do cliente".

Para operacionalizar tais mudanças, o grupo contou com a ProJuris, empresa referência no mercado nacional em software jurídico. "Aceleramos a implantação do módulo de contratos para atender às demandas com assinatura híbrida, digital e eletrônica. Antes da pandemia os contratos eram analisados e assinados manualmente, além do reconhecimento de firma em tabelionato. Hoje, isso é realizado de forma eletrônica, trazendo segurança aos processos, celeridade e economia no dia a dia", explica.

Sergio Cochela, CEO da ProJuris, conta que o serviço de assinatura digital foi o que mais cresceu no período da pandemia. "A busca por esse produto aumentou significativamente. Acredito que seja um reflexo do fato de todos estarem em casa e do receio de receber documentos físicos que possam conter o vírus", conta.

Assim como o Grupo Dimed, a ProJuris também passou por transformações para atender seus clientes. Segundo Cochela, a principal mudança foi no atendimento: "Nosso sistema está na nuvem, então os clientes podem acessar de qualquer lugar, a qualquer momento. Fizemos adaptações com o atendimento online para manter o nível do serviço de forma remota".

Ele ressalta que o foco da empresa durante todo o período foi a transparência com os clientes e com a equipe, buscando eliminar ineficiências. "O novo cenário é de mudança. As empresas precisam estar preparadas para atender as demandas dos clientes e acompanhar o processo de transformação digital", finaliza.

Sobre a ProJuris
A ProJuris tem como propósito eliminar ineficiências do mundo jurídico. É líder no mercado de tecnologia de inteligência jurídica e possui sede em Joinville (Santa Catarina) e escritórios em Fortaleza, São Paulo (capital), Rio de Janeiro (capital), Belo Horizonte, Curitiba e Porto Alegre. São 2 mil clientes que, juntos, somam mais de 20 mil advogados em todo o Brasil que utilizam o ProJuris para tornar suas rotinas jurídicas ainda mais eficientes. Dentre os clientes estão Cielo, Nextel, Klabin, Embraco, Rede Dia e Goodyear.

Além de comercializar seus 2 softwares jurídicos (para Escritórios de Advocacia e para  Departamentos Jurídicos Corporativos) a empresa também oferece gratuitamente seu software para Núcleos de Práticas Jurídicas de universidades de todo o Brasil, para atendimento gratuito à sociedade.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também