Diante do aumento da crise polí­tica, Ada cobra responsabilidade do Estado com a Saúde

Na véspera da leitura e discussão do segundo pedido de impeachment contra o governador e a vice de Santa Catarina, a deputada estadual Ada Faraco de Luca (MDB) cobrou responsabilidade, planejamento e transparência nas ações do Executivo em combate ao coronavírus. Foi durante a sessão desta quarta-feira (2) da Assembleia Legislativa. O novo processo inclui, além da questão do aumento concedido aos procuradores do Estado, a compra dos 200 respiradores pulmonares, ao custo de R$ 33 milhões.

Essa compra também passou a ser investigada pela Polícia Federal. "Com muita responsabilidade, vamos continuar fazendo o trabalho Legislativo e acompanhando os trabalhos investigativos. É momento de responsabilidade com a saúde", afirmou a deputada.

Ada também reforçou o apelo para a manutenção de todos os leitos de UTI ativados para o tratamento de pacientes com coronavírus após a pandemia. "Nós precisamos permitir que o coronavírus deixe, pelo menos, alguma coisa, que é a melhor estrutura para a saúde catarinense. Quero aqui trazer a resposta do secretário para o nosso questionamento: pelo menos 50% dos leitos de UTI serão mantidos. Queremos mais, precisamos de mais, vamos lutar por mais", disse Ada.  

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também