Joinville concentra 89% dos casos de dengue de SC; saiba o que fazer ao apresentar sintomas

Ghanem oferece testes para o diagnóstico correto da doença e vacinas para preveni-la.
Divulgação/Assessoria

O estado de Santa Catarina registrou 17.560 casos confirmados de dengue em 2021. Desses, 88,8% foram notificados em Joinville, um dos quatro municípios catarinenses em situação de epidemia. Do número total da cidade, apenas um não foi transmitido dentro dela. Os dados são da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE) do estado.

A dengue é uma doença perigosa, pois é capaz de causar alterações nas plaquetas e, portanto, na coagulação do sangue. Isso expõe o contaminado ao risco de sangramentos externos e internos, podendo causar danos neurológicos e até a morte. Os riscos aumentam caso o paciente contraia dengue mais de uma vez. Assim, é importante ficar atento aos sintomas e ao diagnóstico rápido e correto.

Principais sintomas e testes para detecção da dengue

A dengue possui sintomas que são comuns a outras doenças e por isso merece atenção redobrada. Os principais são: febre, dor de cabeça, mal-estar e vermelhidão no corpo. Segundo a diretora médica do Ghanem, unidade de medicina diagnóstica da Dasa em Joinville, Dra. Myrna Campagnoli, o diagnóstico preciso da dengue é importante porque é uma doença que necessita de cuidados, por vezes internamento hospitalar, e que pode causar complicações: “A dengue pode iniciar com sintomas leves e comuns, entretanto, a evolução em algumas pessoas pode ser rápida”, explica a médica. Segundo a especialista, “o diagnóstico rápido permite o acompanhamento e o uso correto de medicamentos caso haja uma evolução clínica que não seja favorável”, afirma.

O Ghanem oferece diferentes testes para detecção da dengue, além da vacina para prevenir a doença. Os testes são divididos entre virêmicos e não-virêmicos.

• Teste virêmico: deve ser realizado em até sete dias após o início dos sintomas. Possui maior especificidade para diagnóstico precoce.

• Teste não-virêmico (convalescência): utilizado para diagnóstico tardio ou confirmação da doença. Utiliza os métodos de sorologia IgM (detectável por 3 a 6 meses) e sorologia IgG (detectável para sempre).

Como combater a dengue

Medidas simples podem ser tomadas para prevenir o surgimento do Aedes Aegypti, mosquito transmissor da doença. Os principais são:

• Eliminar focos de água parada como pneus, garrafas pets abertas, calhas sujas, etc…

• Se proteger contra picadas de mosquitos com o uso de repelentes e inseticidas

• Tomar a vacina da dengue

Sobre o Ghanem

O Ghanem Laboratório atua em Joinville e região oferecendo atendimento laboratorial personalizado aos seus pacientes. Para acolher com carinho e exclusividade mulheres e gestantes foi criado o Ghanem Mulher. Os exames realizados em crianças e seus responsáveis podem ser feitos no Ghanemzinho, que conta com uma unidade toda personalizada com a turma do Scooby-Doo. E o Laboratório Popular oportuniza preços diferenciados com a Qualidade Ghanem.

O Laboratório Ghanem integra a Dasa, líder brasileira em medicina diagnóstica e maior empresa do setor na América Latina, processa 250 milhões de exames por ano, atendendo mais de 20 milhões de pessoas em todo o país, com um portfólio de mais 2.500 tipos diferentes de exames. 

Para agendar exames ou vacinas é só entrar em contato pelo telefone (47) 3028-3001 ou acessar o site www.grupoghanem.com.br.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também