Atividade física pode reduzir efeitos da Covid-19

Estudo comprovou os benefícios dos exercícios como fator modificador nos índices de mortalidade de pacientes infectados que passaram por internação hospitalar
Divulgação

Em artigo publicado na revista científica americana ‘Infectious Diseases and Therapy’, pesquisadores relataram, após analisar pacientes com Covid-19, que treinos aeróbicos contribuem para fortalecer a imunidade em geral e o sistema respiratório, podendo minimizar a morbidade e mortalidade decorrentes do vírus.

O estudo foi realizado em um grupo de 500 pessoas, com idades entre 18 e 70 anos, que passaram por internação em um hospital de Madrid, capital da Espanha. Os pacientes foram divididos em 2 grupos: sedentários e ativos. Ou seja, os que não praticavam qualquer tipo de atividade física e aqueles que tinham o hábito de se manter em movimento por pelo menos 30 minutos, 2x na semana.

Entre os resultados,  foi constatado que a prática regular de atividade física aumenta em até 8x a chance de sobrevivência na internação, se comparado ao grupo sedentário. A taxa de mortalidade registrada foi de 1,8% para os ativos, enquanto que para os paradões ficou em 13,8%. Além disso, também foi identificado que o grupo sedentário teve mais insuficiência respiratória e inflamação sistêmica que o grupo ativo.

O professor e influenciador técnico da Fit Sul, franqueada da Smart Fit em Santa Catarina, Walter Oliveira, explica que a prática de atividade física ajuda o organismo a produzir agentes anti-inflamatórios, que vão atuar justamente no reforço da defesa do corpo. “Temos um tratamento precoce realmente comprovado cientificamente, que ajuda de fato a controlar fatores de riscos relacionados à mortalidade, como diabetes, hipertensão e obesidade. Daí a importância de se manter em movimento”, reforça.

Confira 4 exercícios, com duração de 20 a 25 minutos, para sair do sedentarismo e melhorar a imunidade:

Sentar/levantar  – Como o próprio nome já diz, sentar e levantar é um movimento natural, porém com algumas observações: coloque seu peso sobre o meio do pé e calcanhar; assim que encostar o glúteo (bumbum) no banco, logo fique em pé pois não é para relaxar; e mantenha o tronco alinhado, sempre olhando para frente durante a execução.

Prancha tocando os ombros – Esse exercício consiste em tocar os ombros de forma alternada na posição de flexão de braço. Para ficar mais fácil o movimento, você pode realizar o exercício com os joelhos no chão. 

Abdominal curto – Deitado (a) de peito para cima, faça movimentos mais curtos, inspirando na descida e soltando o ar na subida do tronco.

Corrida estacionária – Consiste basicamente em simular o movimento de um trote. O segredo desse exercício é encostar a ponta do pé no solo o mais rápido possível, amortecendo o impacto.

Faça de 20 a 30 segundos de cada movimento, com descanso de 15 a 30 segundos entre um exercício e outro. Lembre de sempre contrair o abdômen durante o exercício e repita os movimentos até chegar no tempo proposto ( 20 a 25 min).

E para os que não abrem mão de malhar com o acompanhamento de profissionais e em segurança, as unidades da Fit Sul, franqueada da Smart Fit em Santa Catarina, reforçaram seu protocolo. Além das aulas serem agendadas, a cada troca de turma entra em campo o time da limpeza para a higienização de todos os equipamentos e em alguns momentos do dia os espaços são fechados por 30 min para nebulização com o mesmo protocolo utilizado em hospitais. Com isso, em mais de 40 semanas de testes e acompanhamento de sintomas de todo o time da academia não foi registrado nenhum foco ou surto de Covid-19.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também