Artista digital de Florianópolis cria universos fantásticos com pets

Lúcia Helena apresenta até 31 de janeiro a exposição “Desbravando Universos Fantásticos” no Jardim Botânico; entrada é gratuita
Fubá Antônio e a Floresta Encantada, criação da artista digital Lúcia Helena – Crédito Lúcia Helena

Foi depois da adoção do cão Jack, em 2018, que o interesse pela fotografia aumentou ainda mais para a mineira Lúcia Helena, que mora desde 2009 em Florianópolis. Ela conta que adotou o pet na Diretoria de Bem-Estar Animal de Florianópolis (Dibea) e não sabia que ele tinha uma doença crônica, o que segundo ela não seria empecilho para a adoção.

               Lúcia lembra que na última vez que quase perdeu o Jack, após uma internação, devido a doença, que as primeiras criações nasceram. “Com as dores e a dificuldade dele se locomover, aprendi a ter um olhar mais sensível ao entorno dele, e por coincidência, nessa mesma época havia retomado o Curso de Qualificação Profissional em Fotografia na Câmera Criativa. Aí decidi ir para além do registro fotográfico e usar as minhas fotografias somadas às fotografias dos bancos de imagens para criar um universo fantástico para nós dois uma vez que ele não conseguia mais fazer os longos passeios de antes”, compartilha.

               E agora, quatro anos depois, Jack segue ao lado de Lúcia e é um dos “modelos” da exposição fotográfica “Desbravando Universos Fantásticos”, que pode ser visitada gratuitamente no Jardim Botânico, em Florianópolis.

“Esse universo se expandiu e passei a criar cenários, mundos fantásticos, lugares possíveis num mundo até então imaginário. Aperfeiçoei a minha escuta e observação pois a criação de uma imagem é repleta de significados e possibilidades. E o resultado desse trabalho está reunido na exposição”, destaca Lúcia Helena.

Além de Jack, Luz Maria, que é surda e 50% cega, Fubá Antônio e Sol, podem ser vistos em universos criados pela fotógrafa.

Inspirações

Embora a Mestra em Teoria e História das Artes Visuais pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais da Universidade do Estado de Santa Catarina (PPGAV/UDESC), tenha tomado um caminho distante da escrita e da leitura de obras, as referências que teve ao longo dos anos foram importantes para a criação dos universos fantásticos.

Tanto que autores como J. R. R. Tolkien e Mia Couto, O Pequeno Príncipe, de Antoine de Saint Exupéry, O Mundo de Sofia, de Jostein Gaarder, e O Menino do Dedo Verde, de Maurice Druon, bem como o filme Avatar, são fontes de inspirações para a fotógrafa.

“As obras do meu mentor, Rafael Falconi, também são referências para mim. E, sem dúvida, os jardins. Numa conversa recente, me perguntaram o que da minha infância estava latente em mim para trazer para as obras e posso responder com certeza que o jardim da casa dos meus avós e tantos outros jardins que me faziam sorrir”, conta.

A vontade de criar um universo próprio, um espaço em que elementos aparentemente impossíveis de coexistirem se conectassem de forma real e criasse significados, serviram de base para o trabalho de Lúcia Helena. Eles nascem entre o diálogo da fotografia, registrada por ela, com o matte painting, que é uma técnica de ilustração digital com a qual se criam cenários e paisagens.

“Ao fazer o ensaio pet, é necessário planejar a criação que virá depois. Pensar na luz, na perspectiva, no posicionamento da câmera e reviver tudo isso no banco de imagens para que as fusões possam tornar-se reais”, conta a fotógrafa que utiliza o Photoshop para a criação das imagens.

A exposição

“Desbravando Universos Fantásticos”, que pode ser visitada gratuitamente no Jardim Botânico, até 31 de janeiro de 2023, apresenta seis criações e uma obra interativa. Lúcia explica que no espaço da obra interativa foi colocada uma capa, produzida pela Anna Paula da Porto Lúdico Brinquedos, que auxilia a construção do imaginário da criança para adentrar o universo fantástico da criação. Além disso, tem um tatame com almofadas para incentivar a observação e percepção dos espectadores.

“É um espaço lúdico no qual as crianças podem se divertir e os adultos podem se reencontrar com sua criança interior”, salienta.

               A visitação pode ser feita de terça-feira a domingo, das 7h às 18h, no Jardim Botânico de Florianópolis, que fica na Rodovia Admar Gonzaga, 742, no bairro Itacorubi, em Florianópolis.

Serviço: Exposição fotográfica “Desbravando Universos Fantásticos, de Lúcia Helena”

Data: até 31 de janeiro de 2023

Horário: 7h às 18h, de terça-feira a domingo

Local: Jardim Botânico de Florianópolis (Rodovia Admar Gonzaga, 742, Itacorubi, Florianópolis/SC)

Entrada gratuita

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também