Santa Catarina ocupa sete das dez posições do ranking nacional de atendimentos da Sala do Empreendedor

Apenas três estados aparecem na lista, Santa Catarina, Tocantins e Alagoas. Indaial, no Médio Vale do Itajaí, está em primeiro lugar
Divulgação/Assessoria

O Estado de Santa Catarina ocupa sete das dez posições no ranking nacional de atendimentos da Sala do Empreendedor, realizado pelo Sistema de Atendimento Sebrae e referente ao 1º quadrimestre de 2021, considerando os atendimentos realizados entre janeiro e abril. A 1ª colocada foi a cidade catarinense de Indaial.

Ao todo, são 307 Salas do Empreendedor espalhadas pelo país, e apenas três estados aparecem no ranking, Santa Catarina, Tocantins e Alagoas. As sete cidades catarinenses que se destacam são Indaial (1ª), Xanxerê (2º), Videira (5º), Rio do Sul (6º), Balneário Camboriú (7º), Tubarão (8º) e Tijucas (10º). 

“Esses números são resultado do comprometimento do Sebrae/SC e das prefeituras municipais em fornecer o melhor atendimento aos empresários catarinenses, facilitando o processo de abertura de empresas, regularização e um atendimento personalizado ao microempreendedor individual (MEI). Enfrentamos um período de dificuldades com a pandemia e esse resultado nos mostra que estamos no caminho certo e nos impulsiona a seguir em frente e buscar resultados ainda melhores”, afirma o gestor estadual do Programa Cidade Empreendedora em Santa Catarina, Fabio Búrigo Zanuzzi. 

A Sala do Empreendedor é uma das soluções que fazem parte do Programa Cidade Empreendedora, promovido pelo Sebrae/SC em parceria com as prefeituras. 

Confira o ranking geral e o número de atendimentos de cada cidade:

1º Indaial/SC – 3.788 atendimentos

2º Xanxerê/SC – 3.134 atendimentos

3º Araguaína/TO – 2.671 atendimentos

4º Palmas/TO – 2.638 atendimentos

5º Videira/SC – 2.583 atendimentos

6º Rio do Sul/SC – 2.519 atendimentos

7º Balneário Camboriú/SC – 1.952 atendimentos 

8º Tubarão/SC – 1.823 atendimentos 

9º Maceió/AL – 1.694 atendimentos

10º Tijucas/SC – 1.548 atendimentos 

Sobre o Cidade Empreendedora

O Ciclo 2021/2022 do Programa Cidade Empreendedora foi inspirado em cidades humanas, inteligentes e sustentáveis. Ele conta com cinco pilares de ação para que o município organize e impulsione o seu ambiente de negócio: liderança, desburocratização, Sala do Empreendedor, compras públicas e educação empreendedora. Além dessa base, que é comum a todos que aderirem ao programa, o município poderá escolher entre as mais de 70 soluções disponíveis quais deseja executar, organizadas em 11 verticais estratégicas: Cidade Líder, Cidade Confiável, Cidade Agro, Cidade Mulher, Cidade Comunicativa, Cidade Educadora, Cidade Sustentável, Cidade de Negócios, Cidade Turística, Cidade Criativa e Cidade 4.0.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também