Programa que beneficia empresas atingidas por desastres naturais avança em Santa Catarina

Daniel Conzi

A medida provisória que possibilita empréstimos a juros zero para empresas que foram atingidas por desastres naturais avançou na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) nesta terça-feira. Com o nome de Recomeça, o programa foi aprovado por unanimidade na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e vai beneficiar, primeiramente, empreendedores do Alto Vale do Itajaí cujos municípios decretaram calamidade pública.

Os juros serão bancados pelo Estado, por meio da Agência de Fomento de SC (Badesc), e as empresas terão um período de carência para começar a pagar. Atualmente, mais de 150 negócios de Rio do Sul, Presidente Getúlio e Ibirama serão contemplados com R$ 20 milhões.

Relator da proposta na CCJ, o deputado estadual Milton Hobus (PSD) afirma que o programa é fundamental para muitas empresas que perderam tudo nas fortes chuvas que atingiram essas três cidades em dezembro do ano passado. Ele explica ainda que, após aprovação em plenário, esse mecanismo possibilitará também que empresas de outros municípios que decretarem calamidade tenham acesso a essa linha de crédito.

“SC é uma região com muitas catástrofes e é fundamental um programa que possibilite crédito a juros zero e com carência para o início do pagamento. É preciso agir rápido para que as empresas recomecem, segurando os empregos e a renda dos trabalhadores”, destaca Hobus, que foi quem propôs o programa em reunião com o governador Carlos Moisés em dezembro do ano passado.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também