Instituto Ranking divulga pesquisa de avaliação do STF, Senado e Câmara dos Deputados

Renato Laky por Pixabay

O Supremo Tribunal Federal (STF) foi considerado ruim ou péssimo por 36,9% dos entrevistados com idade a partir de 16 anos, sobre a avaliação da atuação do órgão no Brasil.

A pesquisa do Instituto Ranking Comunicação foi realizada entre os dias 14 e 16 de março, com 3.070 pessoas e em 163 municípios brasileiros.

Dos entrevistados, os que consideram a atuação do STF boa/ótima somam 15,16%. Os que acham regular são a maioria (40,65%) e os que não souberam opinar ou não quiseram responder somaram 7,90%.

A avaliação sobre a atuação do STF vem num momento em que o órgão de cúpula do Poder Judiciário vem sofrendo vários ataques, especialmente dos simpatizantes do governo deJair Bolsonaro (sem partido).

Existem correntes que pedem o fechamento do Supremo. Inclusive, há investigação de atentado contra o ministro Gilmar Mendes.

COVID – 19
A pesquisa também colheu opinião dos eleitores sobre a atuação do presidente Jair Bolsonaro para o enfrentamento ao coronavírus: 20,26% consideram boa/ótima, regular (22,78%), ruim péssima (54,29%) e não souberam ou não quiseram responder somam 2,57%.

Ainda no tema COVID, os entrevistados opinaram sobre de quem é a culpa da disseminação do coronavírus e a maioria (50,29) culpa o Governo Bolsonaro. Para 20,33% a responsabilidade é dos governos estaduais, outros 14,13% jogam a responsabilidade nos prefeitos, quem culpa a população soma 12,62% e os que não quiseram opinar ou não sabem quem culpar somaram 2,63%.

Quanto ao desempenho da Câmara dos Deputados, os resultados apontam 47,11% de ruim e péssimo, com taxas de 10,03% de ótimo e bom e 36,46% para regular – 6,40% não sabem ou não responderam.

O levantamento aponta o Senado com 44,72% de ruim e péssimo, contra 13,65% de ótimo e bom, 34,20% de regular e 7,43% de entrevistados que não sabem ou não responderam.

A pesquisa completa da Ranking, com o quadro geral de avaliação das principais questões nacionais podem ser acompanhadas no link.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também