IMA emite licença para linha de transmissão Biguaçu – Ratone

Divulgação

O Instituto do Meio Ambiente do Estado de Santa Catarina (IMA) aprovou nesta sexta-feira, 12 de março, a Licença Ambiental de Instalação (LAI) para a Linha de Transmissão 230 kV Biguaçu – Ratones C1 e C2, que tem por finalidade garantir o fornecimento de energia elétrica para a região metropolitana da Grande Florianópolis. A Licença Ambiental de Instalação permite o início das obras do empreendimento.

A Linha de Transmissão 230 kV Biguaçu – Ratones C1 e C2 interligará os municípios de Biguaçu e Florianópolis, com extensão total aproximada de 28 km. Começa na Subestação Biguaçu, seguindo em direção leste até a região costeira, passa pela Praia de Baixo e cruza a Baía Norte em direção à Ilha de Santa Catarina, alcançando a Praia Comprida. A partir do bairro Santo Antônio de Lisboa, a Linha de Transmissão (LT) entra na ilha, de forma subterrânea, seguindo até a área a ser implantada a Subestação Ratones, no bairro de mesmo nome. Desta forma, a Linha terá um trecho aéreo (em Biguaçu) com dois circuitos C1 e C2, um trecho subaquático (na Baía Norte) e um trecho subterrâneo (em Florianópolis).

De acordo com a empresa ISA CTEEP (Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista), responsável pelo empreendimento, a implantação da Linha de Transmissão Biguaçu – Ratones tem por objetivo interligar a Ilha de Santa Catarina à Subestação Biguaçu em mais um circuito para garantir o fornecimento e atender o crescimento da demanda por energia elétrica na região.

Ainda segundo a concessionária, a implantação dos dois novos circuitos visa à maior estabilidade de tensão, maior segurança operacional e redução de perdas elétricas, além de assegurar a confiabilidade do fornecimento de energia elétrica no Estado de Santa Catarina, aumentando a oferta de energia e melhorando a qualidade do fornecimento para toda a região da Grande Florianópolis.

A Licença Ambiental de Instalação é a segunda de três autorizações ambientais necessárias para o funcionamento das Linhas.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também