Associação de Vinícolas da Serra Gaúcha busca incentivar o enoturismo

Flores da Cunha, a maior produtora de vinhos do Brasil, tem investido cada vez mais nesse tipo de turismo, trazendo visitantes de todo o Brasil para o RS
Divulgação/Assessoria

Quando o assunto é turismo e vinho, a Serra Gaúcha costuma ser o primeiro lugar a vir à mente. É nessa região do sul do país que Flores da Cunha, uma pequena cidade com aproximadamente 30 mil habitantes e a 150km de Porto Alegre, tem chamado a atenção dos turistas. Considerada a maior produtora de vinhos do Brasil, o município abriga aproximadamente 200 vinícolas e possui uma paisagem tipicamente europeia, que é completada pela arquitetura italiana – herança deixada pelos imigrantes que povoaram a cidade em 1877.  

Flores da Cunha é uma excelente opção para os amantes do enoturismo, um tipo de turismo gastronômico voltado para a apreciação dos vinhos. Mais do que uma degustação, a experiência propõe que o visitante se aprofunde nas tradições e na cultura dos lugares que produzem a bebida. Segundo dados da União Brasileira de Vitivinicultura (Uvibra), a busca por esse tipo de roteiro vem crescendo de 10% a 15% ao ano.  

As vinícolas que fazem parte da Associação de Produtores dos Vinhos dos Altos Montes (Apromontes), localizada em Flores da Cunha, percebem o aumento de turistas na região, principalmente nas épocas mais frias do ano. A Apromontes, que já garantiu a Indicação de Procedência (IP) dos vinhos produzidos na região, busca oferecer serviços que melhorem ainda mais a experiência de quem visita a cidade.  

Para o presidente da Associação, Filipe Panizzon, o grande sucesso da região está na sua dedicação em transformar e melhorar cada vez mais a sua estrutura, sem esquecer de honrar as tradições. “É aqui em Flores que a tradição e a modernidade se unem, onde as vinícolas que ajudaram a fundar a cidade prosperam, fazendo da uva muito além de um bem econômico, mas um legado que é passado de geração em geração.” 

Melhoras nas estruturas 
A Fante Bebidas, vinícola que faz parte da Apromontes, inaugurou recentemente o seu varejo, a Fante Store, que oferece vinhos, espumantes, sucos e destilados. De acordo com a responsável pelo marketing da vinícola, Caroline Fante, “nos atentamos ao crescimento do enoturismo na nossa região e, assim, buscamos oferecer degustação e outras experiências que atraiam ainda mais consumidores.” 

Próximo da Fante, a 10 quilômetros de distância, a Vinícola Bebber também tem intensificado seus investimentos quanto ao enoturismo. Desde 2020, os sócios Rafael, Felipe e Valter Bebber buscam reformar e melhorar cada vez mais a estrutura da vinícola para receber os visitantes. Após as reformas, o casarão da família, a vinícola, uma nova sala de vinificação e um local para armazenamento de barricas ganharam um visual novo. Os ambientes estão prontos para a visitação dos turistas, podendo promover uma experiência ainda maior de imersão ao universo do vinho. 

De acordo com Felipe, todas as modificações foram feitas pensando na demanda que existe desde 2018: a grande procura dos visitantes e o interesse em saber um pouco mais sobre os processos das vinícolas. “Essa é uma oportunidade de mostrarmos o potencial da nossa região dos Altos Montes, que vem despontando e se apresentando como uma grande promessa do enoturismo na Serra Gaúcha. Com certeza muito em breve seremos um dos destinos mais procurados do Brasil”, projeta o enólogo. 

E assim, a pequena cidade de Flores da Cunha tem se tornado uma potência em meio aos gigantes – onde todos, tornam as uvas, os vinhos e a gastronomia em relíquias turísticas da região sul para o resto do Brasil e do mundo.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também