Banda catarinense Uniclãs está no Rio de Janeiro gravando o terceiro disco

Autor: Da Redação com Assessoria

07.08.2019

O projeto mais recente da trajetória da Uniclãs levou a banda ao Rio de Janeiro para gravar o seu terceiro disco. Faz onze anos que Animus, o segundo álbum da banda, foi lançado e há algum tempo o público anseia por um novo trabalho, que deve sair em breve. Ainda não há, porém, uma data certa para que o trabalho seja divulgado.

Nesta jornada, a Uniclãs mergulha no Orbita Music, estúdio em que já passaram artistas como Erasmo Carlos, Lenine, Jerry Adriani, Nando Reis, Renato Russo e diversos outros nomes bastante conhecidos, entre eles os catarinenses do Dazaranha, que gravaram seus dois últimos álbuns lá. Moriel Costa, integrante da banda de Florianópolis, aliás, é o grande incentivador do novo disco da Uniclãs. Ele quem despertou um projeto que estava um pouco adormecido e fez a ponte entre a banda e o estúdio carioca.

Os integrantes da Uniclãs têm se dedicado à pré-produção do novo trabalho nos últimos meses e desembarcaram na capital carioca com boa parte das músicas bem construídas. Para lapidar as canções contam com a parceria de um produtor bastante experiente: Carlos Trilha. O catarinense que comanda o estúdio tem no currículo a produção dos discos da carreira solo de Renato Russo, de Jerry Adriani, Lobão, Catedral e os trabalhos mais recentes do Daza. Como músico, Trilha tocou com a Legião, com as cantoras Marisa Monte e Ana Carolina, entre diversos outros trabalhos.

Se depender da combinação da sempre presente inspiração da banda e da experiência do produtor do novo disco, o trabalho certamente deve marcar a história da Uniclãs. O baixista Cezinha Silva concorda: "Eu acho que esse vai ser o melhor disco da Uniclãs. Estamos curtindo muito as músicas e, em termos de qualidade dos arranjos, acredito que a nossa experiência, depois de um bom tempo de carreira, vai ajudar muito", comenta.

O que sempre fez as músicas da Uniclãs irem além do espaço comum às canções é a capacidade de tocar o púbico e fazer sentido numa dimensão mais emocional. De acordo com o compositor e vocalista Nando Kruscinscki, o cuidado e atenção às mensagens permanece forte. "Ainda temos muito a dizer. Continuamos querendo passar as mensagens em que a gente acredita e que a nossa música seja importante para as pessoas", ressalta.

Com a empolgação inerente à sua personalidade, o guitarrista André de Miranda celebra a nova fase da banda. "A Uniclãs é uma oportunidade na nossa vida de nos conectarmos às pessoas de uma forma muito verdadeira. Estamos muito felizes e com uma grande vontade de dividir isso com o público", garante.

Todos os detalhes da rotina de gravações estão sendo divulgados pela banda nas suas redes sociais e o processo será registrado em uma série de vídeos documentais, produzidos pelo fotógrafo e produtor audiovisual carioca Vinícius Giffoni, que devem dar origem também a um videoclipe. Este é mais um trabalho de Giffoni com artistas catarinenses, após acompanhar o cantor John Mueller e o instrumentista Mazin Silva.

Voltar ao Topo

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Envie sua notícia

(47) 99262-4189

© 2019 SANTA CATARINA NEWS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Livre reprodução, transmissão ou redistribuição dos conteúdos sem edição. Pede-se a citação do crédito.

Site desenvolvido por: