Municípios de SC fazem bloqueios nos limites entre cidades como prevenção ao coronavírus

Medida é usada em Balneário Camboriú, Itajaí e Itapoá. Em Dionísio Cerqueira, esta quinta foi 1º dia após decreto de fechamento de fronteiras terrestres.

20.03.2020

Alguns municípios catarinenses adotaram barreiras nos limites entre cidades como forma de prevenção ao novo coronavírus. Com a medida, o objetivo é fiscalizar a entrada de pessoas nesses locais. Essa ação está sendo feita pelas prefeituras das vizinhas Balneário Camboriú e Itajaí, no Litoral Norte, e Itapoá, no Norte do estado.

Itajaí
Foram montadas duas barreiras nas entradas do município em Itajaí: na Avenida Adolfo Konder, em frente à sede da Defesa Civil, e na Rua Doutor Reinaldo Schmithausen, no bairro Cordeiros. Elas são monitoradas pela Guarda Municipal.

A medida começou na noite de quarta-feira (18) e permanece por tempo indeterminado. "A partir de hoje [quinta-feira, 19], essas barreiras estão focadas no transporte público rodoviário. Conforme decreto estadual, os ônibus estão proibidos de circular, em razão da aglomeração de pessoas. Nossos agentes estão orientados a exigir que os passageiros desçam e busquem meios alternativos", afirmou o coordenador da Guarda Municipal de Itajaí, Marco Antônio Otávio.

Balneário Camboriú
Em Balneário Camboriú, foram montadas mais de 15 barreiras com tubos de concreto. Outras serão feitas por guardas municipais, agentes de trânsito e agentes de saúde. O objetivo é que somente moradores da região circulem pela cidade. Os locais das barreiras foram divulgados no site da prefeitura.

Até 6h desta quinta, 189 veículos com placas de locais com transmissão do coronavírus foram abordados. Desses, 17 foram orientados a voltarem porque não conseguiram comprovar que eram moradores da região.

Itapoá
Apesar de Itapoá não ter nenhum caso confirmado de coronavírus, a prefeitura decidiu monitorar a entrada de pessoas no município. A decisão foi divulgada na manhã desta quinta e, por volta das 19h, três barreiras foram erguidas nas entradas da cidade.

Agentes de saúde e de segurança pública estão trabalhando nessas barreiras. Eles estão fazendo a verificação do estado de saúde das pessoas que chegam. Moradores de Itapoá que estiverem apresentando sintomas da doença serão encaminhados automaticamente para postos de saúde do município.

Já os que não moram em Itapoá e estiverem em veículos emplacados ou vindos de cidades que já têm contaminação do Covid -19 - como Joinville, serão proibidos de entrar em Itapoá mesmo que não estiverem apresentando nenhum sintoma da doença.

A medida não vale para veículos que estejam transportando alimentos, medicamentos e outros produtos considerados essenciais. O prazo inicial de funcionamento destas barreiras é de 10 dias, podendo ser prorrogados.

Fronteira em Dionísio Cerqueira
O governo federal decretou nesta quinta o fechamento das fronteiras terrestres com oito países. Um desses bloqueios é em Dionísio Cerqueira, no Oeste catarinense. O movimento foi mínimo nesta quinta na aduana pra tráfego de pessoas na cidade, que faz fronteira com a cidade argentina de Bernardo de Irigoyen.

Por este local, todos os meses, passam cerca de 5 mil pessoas normalmente. A Força Nacional garantiu que ninguém desrespeitou os decretos - tanto argentino quanto brasileiro. No início da semana, o governo argentino já havia determinado o fechamento das fronteiras. Nenhum brasileiro pôde mais ir até Bernardo de Irigoyen.

Fonte: G1 SC

Voltar ao Topo

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Envie sua notícia

47992624189

© 2019 SANTA CATARINA NEWS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Livre reprodução, transmissão ou redistribuição dos conteúdos sem edição. Pede-se a citação do crédito.

Site desenvolvido por: