Estabelecimentos são interditados em SC por descumprirem decreto de emergência

Agência dos Correios em São José foi interditada e, em Florianópolis, bancos foram fiscalizados. Ministério Público do Trabalho (MPT) deve notificar empresas que descumprirem as normas.

21.03.2020

Ao menos 40 estabelecimentos foram interditados em Santa Catarina por não cumprirem o decreto de situação de emergência por causa da pandemia do coronavírus. Entre eles, a Central de Entregas dos Correios em São José, na Grande Florianópolis. Ao menos dois bancos no Centro de Florianópolis que estavam abertos também foram fiscalizados. Santa Catarina tem 28 casos confirmados de Covid-19.

Segundo a Polícia Militar, desde a publicação do decreto até as 14h desta sexta-feira (20) ao menos 344 estabelecimentos considerados não essenciais receberam notificações para que fossem fechados em até uma hora. Desses, 33 não cumpriram a notificação e foram interditados pela Polícia Militar. Às 18h15 a corporação atualizou os números e já eram 543 notificações e 40 interdições.

Além dos fechamentos feitos pela PM, em São José, a Guarda Municipal, Defesa Civil e Vigilância Sanitária interditaram a expedição da agência central dos Correios, onde funciona Centro de Tratamento de Carga e Encomendas, também por descumprir o decreto.

O G1 aguardava até as 17h30 o posicionamento oficial do Correios sobre o caso, mas a empresa adiantou que na tarde desta sexta o local, assim como outras agências, estavam fechados.

Segurança dos trabalhadores

A situação das empresas abertas tem sido acompanhado pelas autoridades. Ao menos quatro promotorias de Justiça de Santa Catarina instauraram procedimentos administrativos nesta sexta para monitorar o cumprimento do decreto, segundo o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC).

O Ministério Público do Trabalho (MPT) confirmou que deve notificar as empresas que descumprirem o decreto estadual, mas não informou até as 17h quantas empregadores já teriam sido multados.

Bancos
Um dos impasses envolve as agências bancárias. A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) informou ao G1 em nota que as agências ficarão abertas, com restrições de horários, mas recomenda que os usuários procurem os serviços online.

“A Febraban e seus bancos associados asseguram que as agências bancárias permanecem abertas, com atendimento aos seus clientes, priorizando os públicos mais vulneráveis, como o de aposentados e pensionistas. O atendimento bancário, portanto, está garantido a todos”, informa a nota.

O Sindicatos do Bancários da Grande Florianópolis e Região (Sintrafi) se manifestou em nota pedindo que as instituições seguissem o decreto. “Não podemos admitir que a saúde da população seja colocada em risco sob a alegação de prejuízos de ordem financeira”, informou o Sintrafi.

Fonte: G1 SC

Voltar ao Topo

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Envie sua notícia

47992624189

© 2019 SANTA CATARINA NEWS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Livre reprodução, transmissão ou redistribuição dos conteúdos sem edição. Pede-se a citação do crédito.

Site desenvolvido por: