Artigo – Empresários: prevenir para crescer

Divulgação

“É melhor prevenir do que remediar”, você provavelmente já escutou em algum momento de sua vida essa frase. E ela é real. Esse ditado popularmente conhecido, também se aplica em questões jurídicas.

A estratégia mais correta para que empresas evitem problemas é aderindo à advocacia preventiva, em vez de procurar profissionais somente quando as situações já fugiram ao controle ou já foram judicializadas — que é o caso da advocacia contenciosa que depende do Poder Judiciário.

Além disso, você sabia que a advocacia preventiva é 21x menos onerosa do que a contenciosa? Pois é, ela poderá resolver questões jurídicas antes mesmo de elas se transformarem em grandes problemas, trazendo assim somente benefícios à rotina do negócio e evitando prejuízos futuros como ações indenizatórias, processos trabalhistas e outras demandas. Estes são riscos que podem surpreender qualquer empresário e simplesmente arruinar o futuro de qualquer empresa. Afinal, enfrentar esses tipos de demandas consome não só recursos, como também, a energia do negócio.

Toda empresa precisa de recursos para crescer e o suporte jurídico preventivo é imprescindível para garantir os lucros e o equilíbrio financeiro. Ter uma assessoria jurídica é estar um passo à frente, pois fornece segurança jurídica à empresa que, desta forma, pode centralizar sua energia apenas e exclusivamente no seu crescimento.

 O auxílio realizado por um escritório de advocacia varia de acordo com objetivo a ser alcançado, podendo se dar de forma mensal ou por ato, podendo solucionar serviços extrajudiciais, seja na realização de consultorias, elaboração de pareceres, estudos de caso, contratos, auxiliando não somente a pessoa jurídica quanto a pessoa jurídica na tomada de decisões. Tudo isso com o objetivo de diminuir os riscos e os custos, além de trazer maior segurança na efetivação do negócio.

Assim, o principal foco da advocacia preventiva é, essencialmente, evitar um conflito judicial, bem com a redução de demandas judiciais e riscos à imagem e à marca, que foram construídas com muito trabalho, esforço e dedicação de seus gestores e de colaboradores com a visão do empreendedor.

Dessa forma, com maior segurança jurídica na realização do negócio, o empresário investe seu tempo e suas energias no que realmente importa: a realização do negócio e/ou o crescimento da empresa. Consulte um especialista, sempre.   

Por Alessandra Ana Medeiros de Araújo – advogada

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também