Aeroporto consumiu R$ 63 milhões, custa mais de R$ 120 mil por mês está parado em SC

O Aeroporto Regional do Planalto Serrano, localizado em Correia Pinto, na serra catarinense já consumiu R$ 63 milhões dos cofres públicos, está parado e que custa cerca de R$ 130 mil por mês ao estado ganhou destaque na sessão de terça-feira (19) da Assembleia Legislativa de Santa Catarina.

Durante a sessão parlamentares questionaram Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) do porquê ainda não foi liberado um voo direto para São Paulo e Florianópolis no aeroporto.

O assunto gerou discussões entre os parlamentares, alguns pediram prisão dos responsáveis pela obra que gasta dinheiro público e segue inativa. Tiveram também os que saíram em defesa da obra do aeroporto por ser tecnicamente viável e estratégico para o Estado de Santa Catarina. 

O Aeroporto é administrado pela Infraero e custa mensalmente aos cofres públicos, R$ R$ 127.953,96 e está fora de operação. 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também