O fone pré-pago chamado ‘Centrão’

Reprodução

CENTRÃO: Se você aferir a lista dos ministérios dos governos nestes últimos 40 anos encontrará figuras conhecidas de partidos que nunca foram oposição permanente. Bolsonaro, como os seus antecessores, sabe que é de bom alvitre manter por perto esse pessoal.  O Centrão é o celular pré-pago: com crédito funciona; mas sem, nem linha dá.  

PREVISÃO: Os pretendentes a única vaga ao Senado em 2022 que se cuidem. A ministra Tereza Cristina (DEM) não será a companheira de chapa do presidente Bolsonaro. Há outros nomes de Estados com maior densidade eleitoral. Com luz própria e bom trânsito, o prestígio dela é crescente para tentar viabilizar o seu projeto.

A QUESTÃO da baixa densidade eleitoral e a nossa condição sócio econômica também pesam contra o ex-ministro Luiz H. Mandetta (DEM) na sua aspiração presidencial. Mas esperto, ele se junta a outros políticos numa terceira via.  Mas há quem garanta que ele ao menos está viabilizando sua candidatura à Câmara Federal. Procede!

RESPONDA: O discurso contra os estremos sensibilizará as massas em 2022?  O eleitor não se identifica com o candidato ‘bonzinho’ tipo Geraldo Alckmin (PSDB). O ‘tucano’ não passou a segurança ou coragem igual daquele piloto do Airbus (com 100 mil litros de combustível) que pousou no gélido rio Hudson em Nova Iorque (2009) salvando os 155 passageiros.

LEMBRANDO: Em 2010 escrevi um artigo comparando os critérios na qualificação e escolha de pilotos e dos governantes. Para o aviador pilotar um jato tem que comprovar a experiência intocável de muitas horas de voo. Quanto ao politico, os critérios para chegar ao poder são outros, daí provocando desastres administrativos que vemos por aí em todos os níveis.

1-REJEIÇÃO: Paulo Maluf (PP) foi a inspiração e salvação para muitos políticos que construíram suas carreiras adotando o antimalufismo mesclado com demagogia. Eles se aproveitaram dos índices de rejeição de Maluf superdimencionando seus pontos negativos. Rejeição é bem assim: prejudica o próprio político e municia os adversários.

2-REJEIÇÃO:  Para os pesquisadores ela virou o câncer dos políticos pretendentes a certos cargos. Reverter a condição de rejeitado é mais difícil do que construir a imagem positiva do candidato iniciante ou desconhecido do eleitorado. O olhar, por exemplo, na lista dos pré-candidatos ao Planalto, prioriza, leva em conta os índices de rejeição deles.

VERDADES:  Pelo menos nenhuma das recentes trocas ministeriais aconteceu por corrupção. Comparando; em 2012, em 7 meses do governo Dilma (PT) tivemos 7 demissões de ministros por denúncias de irregularidades: Carlos Lupi (PDT), Alfredo Nascimento (PP), Orlando Silva (PC do B), Antonio Palloci (PT), Mario Negromonte (PP), Wagner Rossi (PR) e Pedro Neiva (PMDB).  Isso a grande mídia ‘esqueceu’?

ENSABOADO: Em 2015 quando Dilma Roussef (PT) fez outra reforma ministerial com o MDB levando 7 ministérios, o presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB) explicou ‘candidamente’: “Não está na pauta do PMDB o rompimento com o governo. Alguns segmentos do partido trazem o tema à discussão, mas democracia é interessante por isso, porque impõe uma ‘reflexão permanente’.”

‘REFLEXÃO PERMANENTE’: Esse termo usado por Cunha retrata com fidelidade a conduta dos parlamentares dos partidos do centrão – participando do Governo com ministérios e cargos, mas fazendo ameaças de rompimento.  Foi assim com a presidente Dilma Roussef (PT) que ‘comeu na mão’ de Cunha até que ele colocasse na pauta o pedido de impeachment.

A FAMA: Luis F. Veríssimo conta que Albert Einsten foi a Hollywood (1931) para conhecer Charles Chaplin – que o convidou para o lançamento de ‘Luzes da Cidade’. Aplaudidos ao descerem da limusine em frente ao cinema Chaplin comentou: “eles me aplaudem porque entendem o que eu faço, e você porque ninguém entende o que você faz. Verdadeiro ou não o episódio Chaplin acertou: Einstein ficou famoso pelo que fez, apesar de poucas pessoas no mundo terem a capacidade de entender o que era. Enfim, as pessoas aplaudem a fama independentemente de quem seja o personagem.  

PILULAS DIGITAIS:

O Centrão funciona como um celular pré-pago: se tem crédito funciona, senão, nem dá linha. (Bemvindo Sequeira)

Lula é analógico e nós vivemos na era digital. (gal. Hamilton Mourão)

O clima eleitoral anda tão assustador que as pulgas, preocupadas, já têm pessoa atrás da orelha. (Fraga)

Deus é bom, mas inventa ‘casa coisa’!

Uma verdade inconveniente:  cada governo responde em 1º lugar s seus eleitores (Alon Feuerwerker)

A história é a soma das coisas que poderiam ser evitadas (Konrad Ademauer)

Depois de beber escondido do meu pai, essa é a primeira vez que bebo escondido do prefeito.

A única vida que interessa é a acontece aqui e agora. (Contardo Calligaris)

As pessoas estão focadas em sobreviver.

A solidão humana aumentará em proporção direta ao avanço nas formas de comunicação. (Werner Herzog)

A democracia não é branca nem negra: é cinza. (Norberto Bobio)

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também