TODOS PODEMOS ESCREVER

22.06.2020

Ou melhor, todos devemos escrever!

Imagino que na cabeça de uma adolescente de 13 anos pudesse haver alguns sonhos mas não na proporção que tomaram as anotações de Anne Frank. Seu diário foi traduzido para dezenas de idiomas e se transformou em peças de teatro, filmes, minisséries, histórias em quadrinhos, desenhos animados, ou seja, um clássico das artes, por assim dizer.

“Serei sempre seu confidente fiel. Se seu pranto molhar meu papel. Sou eu que vou ser seu amigo”, diz a letra de Chico Buarque. Não é necessário ter a pretensão de se tornar uma jornalista ou escritora famosa como Anne, nem o talento de Chico, para escrever. Basta um lápis e um papel!

12/04/1995, é a data que consta na primeira página, do primeiro diário que escrevi ao longo dos últimos anos. Eu diria que “o diário salvou minha vida”. Como diz a letra da canção, muitas vezes foi meu confidente, amigo e o que era melhor, sem nenhum julgamento.

Lembro de uma das vezes em que incentivei a pessoa  a escrever sobre suas emoções, sensações e pensamentos; tempos depois comentou que havia encontrado algumas das anotações que fizera meses antes e se surpreendeu, pois havia superado tudo aquilo, e agora se encontrava em uma fase bem diferente.
Outro caso, interessante, foi de uma cliente que escrevia cartas, apelidadas de “cartas do ódio”, em que constavam seus desabafos.

O mais importante, a meu ver, em todas estas situações acima, é a possibilidade de expressar: pensamentos, emoções, sensações, desejos, frustrações, tudo de bom, ou de ruim que se queira externalizar. É possível dar vasão à todo tipo de conteúdo, afinal, o papel aceita tudo! E pode fazer muita diferença “colocar para fora” algo que esteja incomodando ou perturbando, até para organizar as ideias.

Talvez você já tenha ouvido a respeito do tal “diário de bordo”, o que seria dos grandes navegadores sem eles? Atualmente há muitas versões mais modernas mas com a mesma função de registro. Desde o início da pandemia, foi o que me ocorreu fazer. No início registrava algo diariamente. À medida que minha rotina foi retomando os antigos moldes, o diário ficou um pouco de lado, mas fico imaginando que minhas anotações podem servir futuramente a meus descendentes, por exemplo, se quiserem saber como sobrevivemos a este período. Constam nas páginas, meus medos, receios, incertezas, esperanças, fatos marcantes de cada dia, desde a quantidade aproximada das calorias ingeridas diariamente até a sensação de “fim do mundo”, ou a de que “tudo vai ficar bem”.

Quero encorajá-lo a começar, agora, sem pensar muito, apenas pegue uma caneta, um papel e deixe as palavras fluírem soltas, sem julgamentos, deixe-as saírem, nem que doa, ou que venham acompanhadas de lágrimas, importante é que saiam daí de dentro. Quem sabe no final do processo você se sinta aliviado, ou até fique surpreso, porque à medida que se escreve as ideias vão surgindo e assim algo “mágico” pode acontecer. Grandes escritores, compositores e outros artistas deram à luz, obras à princípio, sem nenhuma pretensão, apenas expressando-se livremente. 

Por fim, vale lembrar que nossos planos, objetivos e metas, devem ser colocados no papel também. Fica mais fácil vizualizá-los, organizar as ideias, rascunhar projetos. Ou ainda, como se prega na campanha Janeiro Branco, que remete à folha em branco, onde poderá ser escrita ou reescrita uma história de vida. Aproveite para escrever a sua, seja ela um conto, uma crônica, uma novela. Como diz o título: todos podemos escrever, apenas seja você e deixe sair/fluir, revele-se para o papel! Você vai acabar se conhecendo melhor e ensaiando para se expressar de outras formas.

Como disse Léia Faustino: “escrever é tocar o mundo com palavras”. Espero ter tocado o seu !
 

Fonte: Miriam Pereira

Miriam Pereira

Psicóloga CRP-12/08425
EMDR (Dessensibilização e Reprocessamento Através de Movimentos Oculares)
Coaching Psychology
Psicologia do Esporte e Preparação Mental
Coordenadora da campanha Janeiro Branco Balneário Camboriú

VOltar ao Topo

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Envie sua notícia

47992624189

© 2019 SANTA CATARINA NEWS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Livre reprodução, transmissão ou redistribuição dos conteúdos sem edição. Pede-se a citação do crédito.

Site desenvolvido por: