Prioridade: Cabo eleitoral ou ‘webmaster’?

12.05.2019

Foto: Ilustrativa

PREPARATIVOS Os candidatos estão antenados com a importância do papel da internet no pleito de 2020? A lição de 2018 mostrou a força das redes sociais (Facebook, WhatsApp, Instagram e Twitter), inclusive o fake news. É preciso pensar e colocar logo em pratica o projeto eleitoral através da exposição de ideias, propostas e com discursos em vídeos. Foi assim que muitos candidatos surpreenderam com grandes votações. 

HISTÓRICO Em 2008 o candidato a presidência dos Estados Unidos Barack Obama inovou ao usar a internet para seduzir o eleitorado, levando os jovens às ruas. Foi o pioneiro no uso do twitter, postou vídeo no facebook e foto com filtro ‘Snapchat’. Seu sucessor na Casa Branca, candidato Donald Trump ( 2016) também explorou a mídia social mantendo perfil ativo polêmico – responsável pela vitória tida como impossível pela mídia especializada. 

RETROVISOR O candidato ao Palácio do Planalto Jair Bolsonaro (PSL) começou 2 anos antes divulgando sua candidatura. O candidato a deputado federal Loester Carlos Gomes de Souza (PSL) obteve 56.335 votos também com uso das redes sociais, a exemplo do candidato à Assembleia Legislativa Renan (capitão) Contar (PSL) com 78.390 votos. Outra usuária do sistema foi a candidata ao Senado Soraya Thonick ( PSL). Convencido da eficiência do sistema, o deputado estadual José Carlos Barbosa (DEM) priorizou a contratação de um ‘webmaster’ para fidelizar os eleitores e ainda conquistar outros. 

PONDERAÇÕES Claro que nem sempre milagres acontecem nesta busca do eleitor ‘invisível’, exigente e até cético. Textos, observações, comentários e vídeos sobre pauta diversificada do dia a dia (política & economia) são fundamentais para agregar simpatizantes ao longo desta relação digital. O candidato tem que se identificar com o perfil do público alvo a ser seduzido. O candidato precisa também de criar uma marca como um produto comercial qualquer. 

A ESTRATÉGIA de panfletar carros com mensagens tipo assim ‘Amigos do Ditão’ tentando popularizar o nome do pré-candidato nem sempre funciona. Inaugurar um escritório político é faca de 2 gumes. A estratégia digital unindo a divulgação de ideias e imagens tende a ser mais eficiente.Mas tudo dependerá do planejamento profissional. No lugar do cabo eleitoral, priorize o profissional digital,(social mídia). 

ENFIM… as dicas servem evidentemente também para quem pretender disputar o cargo de prefeito. Mas em qualquer 

Manoel Afonso

Ampla Visão

VOltar ao Topo

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Envie sua notícia

(47) 99262-4189

© 2019 SANTA CATARINA NEWS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.
Livre reprodução, transmissão ou redistribuição dos conteúdos sem edição. Pede-se a citação do crédito.

Site desenvolvido por: