A justiça deixa até nosso passado incerto

Qual inocente que acabou condenado pela Lava Jato?
Reprodução

REFLEXÃO:“ Quando a tormenta passar, que a jornada seja tranquila e sejamos sobreviventes de um naufrágio coletivo, com o coração apertado e o destino abençoado, nos sentimos sortudos pelo simples fato de estarmos vivos e daremos um abraço no primeiro desconhecido e comemoraremos a sorte de conservar um amigo. E então lembraremos de tudo aquilo que perdemos e de uma vez aprenderemos o que não tínhamos aprendido. Já não teremos inveja, pois todos terão sofrido…” (Alexis Valdez)

O DILEMA: Radicaliza ou tenta atrair os descontentes com Bolsonaro? Lula ensaia a primeira hipótese. Mas sem o Centrão perderá! A ‘tchurma’ do centro é decisiva. Votará com o Planalto em troca de benefícios. E o garganta Ciro Gomes – irá de arrasto com o PT? Mas até 2022 tem muito chão e hoje a nossa prioridade é conseguirmos sobreviver.

DO LEITOR: “Gilmar Mendes e Sergio Moro: qual deles prestou mais serviços contra a corrupção”? As críticas do ministro Gilmar contra o ex-Juiz Moro justificam essa comparação irônica: “É a banana querendo comer o macaco”. O STF é cenário de disputa de egos inflados, passa insegurança, quando sua função é o oposto. Nos votos e entrevistas – a justiça deixa de ser relevante e cede lugar à politicalha”.

O IMAGINÁRIO popular é fértil. Por aí já se pergunta: as delações premiadas serão anuladas? Aqueles l5 bilhões de reais roubados e recuperados serão devolvidos? Vamos fingir que tudo não passou de fantasia? Que as confissões do ex-ministro Palocci, dos empresários, o Petrolão, o Mensalão e o departamento de propinas da Odebrecht foram invenções? Algum inocente foi condenado pela Lava Jato?

ROBERTO LIVIANU: “ (-) Fica o sabor amargo de impunidade na boca, decorrentes da decisão de Fachin, pois os casos serão redistribuídos para varas em que não há juízes focados neste trabalho de combate a corrupção de grosso calibre. Pelo contrário – estão abarrotadas de serviço – e o risco de prescrição é real e concreto. E diante da idade do acusado, esses prazos prescricionais caem pela metade. Parece que o sistema não tem força suficiente para punir os poderosos…( – )”

SEM ILUSÕES: Os ingênuos imaginavam que as grandes nações fariam o pacto com prioridade para a produção gratuita de vacinas e ações contra o covid-19, para todo o planeta. Mera ilusão; elas continuam visando apenas os lucros políticos e financeiros manipulando como podem. Ainda não foi desta vez que a humanidade se regenerou. Entre a vida e a economia – optou pela última.

A ESTRELA: Das 79 mulheres na Câmara, a deputada Rose Modesto (PSDB) é uma das 3 integrando a mesa diretora. Ela lembra: as mulheres são maioria do eleitores e filiados mas minoria na representação. Rose quer avançar na pauta igualitária daquela casa de leis onde até pouco tempo nem tinha banheiros femininos. Só no Brasil mesmo.

NO ‘ESTADÃO’: ‘…Que, em meio a essa barafunda, o eleitor não perca de vista: Lula, que sempre contou com as chicanas e prescrições para voltar a concorrer à Presidência, pode ser agora formalmente ficha-limpa, mas continua moralmente ficha-suja. Seu retorno à ribalta eleitoral, nestas condições, atira o País num turbilhão de incertezas…’

GOVERNADOR Romeu Zema (Novo): ‘ ( ) Não há como um governo ser eficiente quando ele faz extração de petróleo, refino, distribuição de combustíveis, produz energia elétrica, distribui correspondência e uma série de outras coisas. Caso o governo focasse apenas em segurança, saúde e educação ele já teria muito o que fazer… ( )”

TERCEIRA VIA: Comentaristas políticos e de futebol, atualmente se equivalem. Já se discute as possibilidades de termos uma terceira candidatura viável ao Palácio do Planalto. Mas quem? Fala-se em alguns nomes até aqui sem um discurso convincente, imagem ou com luz própria construída fora da esquerda ou da direita. Complicado.

NA INTERNET:

“Não será apenas a volta de Lula; será a volta de todos nós do PT.” (Zé Dirceu)

Qual inocente que acabou condenado pela Lava Jato?

“O mocinho, o herói ( Sergio Moro), não pode se transformar, da noite para o dia, em bandido.” ( ministro Marco Aurélio de Melo)

“Seria burrice torcer contra o piloto do avião do qual estou dentro.”(Nizan Guanaes, após a vitória de Dilma Roussef.

Vamos devagar, o Gilmar só fez um bem em nome de um mal maior.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp

Leia Também